Proton Bus Simulator: Veja as novidades da próxima versão ‘teste’ (Info)

157

O desenvolvedor do Proton Bus Simulator divulgou hoje algumas das novidades que chegaram na próxima versão de testes no Android. Após duas versões de testes já liberadas, o desenvolvedor vai liberar nos próximos dias uma versão com alguns recursos ainda em desenvolvimento.

Um dos recursos é o bloqueio de 3D, que foi pensado e já entrará em prática (recurso experimental). A ferramenta busca desencorajar os convertedores de mods sem a autoria do criador. Além desse recurso, também será adicionado três modos de noite, que poderá melhorar a qualidade do game.

A imagem pode conter: noite e atividades ao ar livre

Nota do desenvolvedor:

Logo terá outro teste de Android com três modos de noite. Eles também valerão no PC futuramente para quem usa o céu simples com imagem. Modo claro, modo escuro e uma tentativa de um misto, que fica mais claro quando está perto das luzes. Não é real igual a luz de PC porque nenhum celular suporta elas (até nos PC’s é pesada), mas pode ser que dê uma aliviada na atmosfera noturna do cenário.

Também a correção nas motos e a remoção da visibilidade dinâmica (os testes mostraram que ela mais atrapalhava do que ajudava, salvo em poucos casos).

Terá uma opção escondida para tirar as limitações das configurações como a trava de fps e a distância visível. Estas opções ficarão bloqueadas por padrão porque muita gente exagerava e reclamava depois, os celulares não são PCs… Aí quem quiser ativar sabendo do risco do desempenho cair (especialmente depois que tiver mais coisas no cenário), ficará livre.

E por fim, iniciaremos os testes do bloqueio de 3D para desencorajar a edição não autorizada de modelos alheios. O bloqueio não é garantido, será experimental para ver como se comporta. Se o pessoal parar de fazer as coisas erradas futuramente ele pode ser removido ou ficar hibernando.

A versão da Play Store só vai ser publicada depois que os recursos forem estabilizados, como é desde o começo. São postados testes fora, depois na Play Store, e enfim são corrigidos para serem embutidos no PC.