‘Tivemos que nos esforçar muito em otimizações’ diz equipe da Astragon sobre o Construction Simulator 3

219

Em entrevista ao DroidGamers, a equipe de desenvolvedores do Construction Simulator 3 explicaram e comentaram um pouco mais sobre o próximo lançamento da Astragon Entertainment para Android e iOS, que chega em 10 de abril.

A entrevista foi bastante interessante, eles abordaram temas como a dificuldade em criar as mecânicas do jogo, plataformas de criação do jogo e muito mais. Destacamos alguns dos principais pontos da entrevista, confira:

Então, o que é o Construction Simulator 3 ?

– Os jogadores móveis poderão experimentar a ação no canteiro de obras através dos olhos de seu personagem no jogo através da nova câmera do cockpit. Além disso, o Construction Simulator 3 introduz um novo cenário com três distritos únicos no idílico sopé dos Alpes Europeus. 

Que tipo de contratos você precisará completar no jogo?

– Os tipos de contratos variam muito dependendo do tamanho da empresa de construção do jogador. Os jogadores serão desafiados com todos os tipos de missões, desde pequenos trabalhos de entrega, a terraplanagem, jardinagem e paisagismo, construção de casas e edifícios de escritórios até a construção de pontes inteiras e outras construções emocionantes em tarefas especiais particularmente desafiadoras.

Quais desafios sua equipe enfrentou durante o desenvolvimento e como você os superou?

– A integração do Liebherr LB28 Drilling Rig foi realmente um enorme desafio. Essa máquina é tão complexa no manuseio e em seu processo de trabalho que era realmente difícil implementá-la adequadamente em um jogo móvel, com seu espaço limitado para controles e botões complexos.

– Além disso, um dos maiores desafios técnicos foi encaixar o ambiente ainda mais detalhado, especialmente com toda a sua vegetação, pequenos acessórios e os interiores de veículos adicionados aos recursos limitados dos dispositivos móveis suportados. Tivemos que nos esforçar muito em otimizações de desempenho e memória, já que pretendemos que o jogo seja executado nos mesmos dispositivos que seu predecessor, mesmo com seu crescimento em tamanho e a adição de mais detalhes.

Quais ferramentas e técnicas específicas você usou para desenvolver o jogo?

– Desde o início do desenvolvimento da série Construction Simulator, contamos com o Unity3D como nosso mecanismo de jogo. Ao longo dos anos, ganhamos muita experiência em usá-lo e, enquanto isso, sabemos mais ou menos todos os fazer e não fazer dentro do motor. Além do Unity, estamos usando o 3ds max e o Maya para criar os modelos 3D e o Photoshop para as texturas do modelo.

Para ler a entrevista completa: Clique aqui